Como fazer Compostagem em Apartamento

Tudo o que precisa de saber sobre compostagem em Apartamento

Gostava de saber mais sobre compostagem em apartamento? Mesmo que não tenha um quintal é possível converter os restos de cozinha em composto para vasos e caixas de cultivo.  

À medida que fui crescendo, a quantidade de composto da minha família era um monte de terra preta e malcheirosa decorada com cascas de vegetais, cascas de noz e caroços de maçã. Repleta de minhocas, o composto demorava 6 meses ou mais a transformar os resíduos no fertilizante perfumado que a minha mãe espalhava na base das suas flores. Definitivamente, o monte de composto nunca poderia resultar num apartamento.

Mas nem todos os compostos são gerados de igual forma. Se rejeitou a compostagem por falta de espaço exterior, reconsidere. Os compostores aceleram o processo de compostagem, não têm cheiros e adaptam-se ao menor dos apartamentos e além disso são sustentáveis.

Está na hora de aderir ao movimento da compostagem em apartamento, não acha?

Compostagem em Apartamento portugal

Os benefícios da compostagem

Mesmo que não tenha peónias que exijam uma dieta constante de fertilizante, a compostagem tem outros benefícios. Os moradores de apartamentos podem usar este “ouro negro” para alimentar plantas domésticas e canteiros de exterior, reduzir o lixo doméstico e evitar idas aos contentores do lixo.

A comida é o ingrediente principal do lixo português. Actualmente, mais de 35% do caixote de lixo comum é preenchido com restos de cozinha – restos esses que podem ser totalmente removidos dos aterros. E essa remoção é importante.

Quando chega aos aterros, o lixo orgânico gera gás metano, algo que não acontece se optarmos pela compostagem. O metano é um gás de efeito de estufa prejudicial que contribui para o aumento da taxa das alterações climáticas globais.   

Para ajudar à redução de emissões nocivas e remover a sua parcela de lixo orgânico dos aterros, a compostagem doméstica é a solução. Felizmente, existem formas excelentes de fazer compostagem num apartamento. O tipo de compostagem que escolher, dependerá das suas circunstâncias.

Opção #1: Vermicompostores

Os vermicompostores, também conhecidos como compostores de minhocas, são dos mais versáteis disponíveis, actualmente. Pequenos, portáteis e eficazes,processam rapidamente os resíduos orgânicos, produzindo composto sólido e líquido rico em nutrientes, adequado às plantas domésticas de interior e exterior.  

Os vermicompostores têm a vantagem de não precisarem que o seu conteúdo seja remexido, ao contrário das pilhas de composto que requerem essa árdua tarefa.

Por regra, o lixo orgânico não se decompõe rapidamente sem ser remexido, mas, no vermicompostor, essa função fica a cargo das minhocas. Nesse caso, a sua responsabilidade passa por alimentá-las regularmente e proporcionar-lhes as condições necessárias para que prosperem. Aqui fica a informação adicional sobre a vermicompostagem.

minhcas para compostagem

Vermicompostor Caseiro (DIY)

O vermicompostor caseiro mais básico consiste numa caixa de plástico perfurada (orifícios de drenagem na base e orifícios de ventilação na tampa) e preenchida com 1/3 de tiras de jornal humedecido. Caso tenha espaço, pode optar por um modelo mais eficiente empilhando duas caixas de plástico – a caixa superior perfurada na base para drenagem e mobilidade das minhocas.

Este modelo tem duas vantagens importantes. Em primeiro lugar, terá espaço adicional para os restos de cozinha, mesmo quando uma das caixas estiver cheia. Em segundo lugar, as minhocas irão circular entre as caixas – migrando de uma para a outra, através dos orifícios – em busca de resíduos orgânicos frescos e prontos a compostar. Isto significa que, num modelo de dois andares, é possível recolher o composto finalsem ter de separar as minhocas do solo. 

E em relação às minhocas?

Na maioria dos casos, será necessário comprar minhocas para o vermicompostor. As minhocas vermelhas são as mais eficientes e estão amplamente disponíveis na maioria dos fornecedores ou até mesmo em grupos de Facebook e no OLX.

O vermicompostor é ideal para si?

  • Os vermicompostores funcionam bem em ambientes fechados ou numa pequena varanda, com temperaturas entre os 4°C e os 27°C.  As minhocas não sobrevivem ao frio intenso e devem ser trazidas para dentro de casa, quando as temperaturas descem abruptamente. Também devem ser protegidas do sobreaquecimento e do excesso de água, sendo necessário ter atenção à exposição solar directa e à chuva.
  • Os vermicompostores são mais eficazes quando há um fornecimento regular de tiras de jornal (ou de outra forma de carbono) para equilibrar o alto teor de nitrogénio, presente nos restos de cozinha.
  • Pode adicionar, continuamente, os restos de cozinha ao vermicompostor, embora seja vantajoso ter vários recipientes ou camadas para não ter de separar as minhocas do composto final.
  • A vermicompostagem é a mais indicada para compostagem em pequena escala ou pequenos lotes.
Como fazer Compostagem em Apartamento

Opção#2: Compostores rotativos

Se tiver uma varanda de tamanho considerável ou tiver autorização para usar o terraço/cobertura do prédio ou outra área comum, há uma opção que deve considerar: os compostores rotativos.

Maiores que os vermicompostores, os compostores rotativos são totalmente selados de modo a preservar o calor gerado pelo composto – acelerando a velocidade de decomposição. Estão equipados com uma manivela ou outro mecanismo giratório que ajuda a arejar e a misturar o conteúdo. Alguns são de tal forma eficazes que permitem processar o lixo orgânico em apenas 13 dias.

Por serem selados, os compostores rotativos evitam problemas comuns associados a outras estruturas de compostagem. Ratazanas, ratos e outros animais não conseguem aceder ao compostor rotativo o que o torna apropriado para áreas urbanas afetadas por pragas. O seu design evita ainda odores indesejáveis sendo uma opção limpa e atractiva para áreas comuns.

Armazenar os resíduos orgânicos entre idas ao compostor

Ainda que os compostores rotativos sejam rápidos e eficientes são demasiado grandes para usar dentro de casa. Isto significa que é necessário um local para armazenar os resíduos orgânicos até que os coloque no compostor. 

Num apartamento ou outra habitação de pequenas dimensões, se usar um balde comum e não o esvaziar diariamente, os resíduos orgânicos podem amadurecer rapidamente e libertar maus odores. Para reduzir potenciais odores, escolha um balde de aço inoxidável ou de cerâmica com uma tampa bem ajustada. Adicionar um filtro de carvão ajuda a absorver os odores desagradáveis.

Compostagem em Apartamento separar alimentos

O compostor rotativo é ideal para si?

  • É mais adequado instalar os compostores rotativos ao ar livre e num local de fácil acesso. Geralmente, são mais espaçosos que os vermicompostores e alguns modelos necessitam de mais espaço do que outros para efectuar a rotação.
  • A partir de determinada altura, terá de deixar de adicionar restos ao compostor para que o conteúdo seja totalmente digerido. Isto significa esperar duas a três semanas (ou mais, dependendo da localização) antes de voltar a usá-lo. Para resolver esta questão, alguns compostores têm duplo compartimento para que, num deles, possa adicionar os restos de cozinha enquanto, no outro, ocorre a compostagem.
  • Para algumas pessoas, os compostores maiores podem ser difíceis de rodar, quando estão cheios. Nesse caso, é aconselhável não encher completamente o compostor, até que o conteúdo seja processado.
  • Geralmente, os compostores rotativos têm maior capacidade de carga que os vermicompostores.

Outras opções de compostagem em apartamento

Embora algumas pessoas recomendem a compostagem Bokashi para os moradores de apartamentos (um estilo de compostagem de fermentação que “pré-composta” as sobras de cozinha), a maioria das pessoas não tem um espaço adequado para enterrar a matéria que resulta do processo de fermentação. A compostagem Bokashi não produz o composto final, sendo necessário um sistema adicional para terminar o processo. Para a maioria dos moradores de apartamentos, a compostagem Bokashi é impraticável.

separar os alimentos

O que colocar num compostor de apartamento

Seja qual for a sua escolha, é aconselhável seguir as orientações sobre os resíduos a colocar no compostor. É fundamental equilibrar o elevado teor de nitrogénio presente nos restos de frutas e vegetais com as entradas de carbono, para acelerar a decomposição e prevenir odores desagradáveis.

Usar o composto final

Mesmo que cultive plantas domésticas ou caixas de cultivo sazonais, é possível que produza mais composto do que aquele que necessita. A boa notícia é que, independentemente da zona onde vive, é provável que haja falta de composto. O composto é o sonho de qualquer jardineiro e nunca é de mais e é uma excelente forma de sermos sustentáveis e amigos do ambiente.

Se a zona verde do seu prédio não precisar de composto, é provável que a horta comunitária local precise. Pode doar o excesso de composto, observar as plantas da vizinhança a prosperar e talvez encontre tomates frescos à sua porta, como forma de agradecimento. 

Compostagem em Apartamento

Composto no jardim
Close
Miss Abacate © Copyright 2021.
Close