Como fazer farinha sem glúten caseira

Uma receita de misturas de farinha sem glúten versátil e que funciona com a maioria das receitas sem glúten.

Vou partilhar consigo informações sobre farinhas sem glúten e a minha receita para a melhor farinha. Todas as medidas estão incluídas.

Farinha sem glúten

Se procura uma receita de misturas de farinha sem glúten, então veio ao local certo. Abaixo, deixo uma lista de farinhas sem glúten e a minha receita preferida de misturas de farinha sem glúten que uso na maioria das receitas.

Misture as suas próprias Farinhas sem glúten para uso universal

A mistura que lhe vou apresentar funciona muito bem com a maioria dos cozinhados e é a base de praticamente todas as minhas receitas incluindo pão sem glúten.

O aroma, sabor e textura é praticamente idêntico à farinha de trigo.

Vai reparar que não será necessária goma xantana ou goma de guar na mistura. Nem todas as receitas necessitam destas gomas.

A goma xantana e a goma de guar atuam como espessantes e estabilizantes dos alimentos.

Na maioria das receitas que eu faço, a combinação e rácio dos ingredientes é forte o suficiente para juntar todos os alimentos.

Existem, no entanto, algumas receitas que, devido à sua fragilidade ainda precisam da goma xantana para ajudar na retenção da mistura.

A regra habitual é uma colher de chá de goma xantana por cada chávena de mistura de farinha.

Farinha sem glúten

A melhor farinha sem glúten

Misturas de farinha sem glúten

Acredito verdadeiramente que as minhas duas receitas de farinha sem glúten são as melhores misturas de farinha para uso universal. São simples, não contêm farinhas sem glúten demasiado caras e armazenam-se muito bem.

Receita de Farinha Sem Glúten 1 – Rende 4 chávenas

  • 2 chávenas (290g.) de farinha de arroz
  • 1 chávena (115g.) de farinha de tapioca
  • 1 chávena (120g.) de fécula de batata
  • Opcional: 4 colheres de chá de goma xantana

Receita de Farinha Sem Glúten 2 – Rende 5 chávenas

  • 2 chávenas (290g.) de farinha de arroz
  • 1 chávena (120g.) de farinha de milhete
  • 1 chávena (115g.) de farinha de tapioca
  • 1 chávena (120g.) de fécula de batata
  • Opcional: 4 colheres de chá de goma xantana

Preparação: Misture todas as farinhas e amidos num saco com fecho ou numa tigela. Armazene a mistura de farinhas num recipiente hermético ou num recipiente de vidro. Antes de usar, agite a mistura caso alguma farinha tenha assentado.

Como fazer farinha sem glúten

Farinha com fermento sem glúten – rende 4 chávenas

(usar apenas em receitas que peçam farinha com fermento)
  • 2 chávenas (290g.) de farinha de arroz
  • 1 chávena (115g.) de farinha de tapioca
  • 1 chávena (120g.) de fécula de batata
  • 2 colheres de sopa de fermento em pó
  • 2 colheres de chá de sal

Preparação: Misture todas as farinhas, amidos, fermento e sal num saco com fecho ou numa tigela. Armazene a mistura de farinhas com fermento num recipiente hermético ou num recipiente de vidro. Antes de usar, agite a mistura caso alguma farinha tenha assentado.

farinha sem glúten

Farinha sem glúten

Uma receita de mistura de farinhas sem glúten que é versátil e funciona bem com quase todas as receitas.
Preparaçao 5 mins
Refeição Todos
Cozinha Farinha

Ingredientes
  

Mistura de farinhas sem glúten 1:

  • 2 chávenas (290g) farinha de arroz
  • 1 chávena (115g) farinha de tapioca
  • 1 chávena (120g) fécula de batata
  • 4 colheres de chá goma xantana Opcional

Mistura de farinhas sem glúten 2

  • 2 chávenas (290g.) farinha de arroz
  • 1 chávena (120g.) farinha de milhete
  • 1 chávena (115g.) farinha de tapioca
  • 1 chávena (120g.) fécula de batata
  • 4 colheres de chá goma xantana Opcional

Farinha com fermento sem glúten

  • 2 chávenas (290g.) farinha de arroz
  • 1 chávena (115g.) farinha de tapioca
  • 1 chávena (120g.) fécula de batata
  • 2 colheres de sopa fermento em pó
  • 2 colares de chá sal

Instruções
 

  • Misture todas as farinhas sem glúten e amidos num saco grande com fecho ou numa tigela.
  • Armazene num recipiente hermético.
  • Agite o recipiente antes de usar caso alguma farinha sem glúten tenha assentado.

Notas

  • Para medir a farinha, utilize uma balança ou se estiver a usar chávenas de medição, coloque a farinha na chávena e nivele a farinha. Não coloque a chávena na farinha.
  • Misture as farinhas numa taça grande e armazene num recipiente hermético, num local seco por um período até 3 meses.
  • A primeira mistura de farinhas é mais leve e funciona muito bem em receitas de pão rápido, bolos, dónutes e bolachas. A segunda receita de farinha sem glúten tem mais consistência e funciona bem com bolos enrolados, pão, cinnamon rolls e bolachas.
  • Substituto da Tapioca: use amido de araruta.
  • Substituto da Farinha de milhete: Use farinha de amêndoa.
  • Para uma mistura mais leve, substitua ¼ da chávena de farinha de arroz por farinha de arroz doce.
Quantidade por porção:
Calorias: 290
Gorduras: 1g Gordura saturada: 0g Gordura trans: 0g Colestrol: 0mg Sódio: 16mg Hidratos de carbono: 67g Fibra: 2g Açucares: 2g Proteína: 4g
Esta informação nutricional é baseada nos ingredientes exatos e nas marcas que eu utilizava. Pode não estar 100% correta. Por favor confirme sempre a informação de nutrientes nos rótulos.

Farinha sem glúten para utilizar em misturas de farinha sem glúten

Farinha de Amaranto
A farinha de Amaranto é produzida através das sementes da planta de Amaranto que é um vegetal folhoso. As sementes de amaranto são ricas em proteína, o que a torna numa farinha nutritiva para cozinhar.

Armazenamento: Pode armazenar a farinha de amaranto num recipiente selado, no congelador durante 6 meses.

Descubra como fazer fermento natural com esta receita simples.

farinha de arroz sem glúten

Farinha de Arroz Integral
A farinha de arroz integral é mais pesada que a farinha de arroz branco. É moída a partir do arroz integral não polido, por isso tem um valor nutricional mais rico e mais fibras que a farinha de arroz branco. As farinhas de arroz tendem a ser mais granulosas quando comparadas com outras farinhas.

Armazenamento: Não é recomendável que compre a farinha de arroz integral a granel, pois aproveita-se melhor quando está fresca. Pode armazenar num recipiente selado no frigorífico por 4-5 meses ou por um ano no congelador.

A farinha de trigo sarraceno não tem glúten?

Apesar do nome, a farinha de trigo sarraceno não é um tipo de trigo; a farinha de trigo sarraceno é uma farinha sem glúten parecida com o ruibarbo.  As pequenas sementes da planta são moídas para produzir a farinha. Não deve ser geralmente usada sozinha numa receita, uma vez que o seu intenso sabor a nozes pode deixar o produto final um pouco amargo.

Armazenamento: Pode guardar a farinha de trigo sarraceno num recipiente selado no frigorífico durante 2-3 meses ou até 6 meses no congelador.

Farinha de Chia
Feita de sementes de chia moída. Altamente nutritivas, as sementes de chia têm sido conhecidas como “superalimento”, contendo ómega 3, fibra, cálcio e proteína, tudo dentro de pequeninas sementes.

Dica: Se não conseguir encontrar farinha de chia, então faça a sua própria farinha de chia em casa, colocando sementes de chia num processador de alimentos. Se for usada para panificação, os níveis de líquidos e de cozedura terão de ser ligeiramente aumentados.

Armazenamento: Pode armazenar sementes de chia ou farinha de chia num recipiente selado num local escuro por diversos meses.

Farinha de chia sem gluten

Farinha de Grão-de-Bico
Grão-de-bico moído, tem um ligeiro gosto a nozes. Normalmente não é utilizada sozinha. A farinha de grão-de-bico é rica em proteínas e é especialmente boa para panificação sem glúten. Também pode ser utilizada para engrossar sopas e molhos.

Armazenamento: Pode armazenar a farinha de grão-de-bico num recipiente selado no frigorífico por 2-3 meses ou até 6 meses no congelador.

Farinha de Milho
A farinha de milho é milho moído numa fina farinha branca e utilizada para engrossar receitas e molhos. Tem um sabor suave e por isso é utilizado em conjunto com outros ingredientes que irão dar mais sabor à receita.

Dica: Tenha atenção no supermercado. Alguns tipos de farinha de milho são moídos do trigo, mas rotulados como farinha de milho de trigo. Verifique sempre se a farinha não foi processada num local onde também se processa trigo.

Armazenamento: Pode armazenar a farinha de milho num recipiente selado num local fresco e escuro até 1 ano, ou durante mais tempo no congelador.

Fubá
A Fubá é moída do milho. É mais pesada que a farinha de milho e normalmente não permite substituições nas receitas.

Armazenamento: Pode armazenar a Fubá num recipiente selado num local fresco e escuro até 1 ano, ou durante mais tempo no congelador.

Farinha de milho sem glúten

Farinha de aveia

Aveia moída, faz maravilhas na panificação sem glúten uma vez que contém amidos que ajudam os ingredientes a ligarem-se. Certifique-se que a farinha de aveia foi produzida num local sem riscos de contaminação de trigo.

Dica: A farinha de aveia absorve mais os líquidos que a maioria das farinhas, portanto poderá precisar de aumentar a quantidade de líquidos numa receita. É um excelente substituto da farinha de trigo na maioria das receitas de bolos e bolachas.

Armazenamento: A farinha de aveia torna-se rançosa muito facilmente. Adquira pequenas quantidades e utilize de imediato, ou guarde num recipiente selado no frigorífico ou no congelador.

Farinha de Batata
Esta farinha não deve ser confundida com fécula de batata. A farinha de batata tem um sabor forte e é uma farinha pesada, portanto uma pequena quantidade irá durar bastante tempo. Não é recomendável comprar grandes quantidades, exceto se lhe der um uso bastante regular, uma vez que não aguenta muito tempo na prateleira.

Farinha de Quinoa
A quinoa está ligada à família dos espinafres e da beterraba. Tem sido usada há mais de 5.000 anos como cereal e os Incas chamam-na de “mãe das sementes”. A quinoa é uma fonte rica em proteína vegetal e é através das sementes da sua planta que se produz a farinha.

Armazenamento: A farinha de quinta pode ser armazenada num recipiente selado até 6 meses no frigorífico ou no congelador.

 Quinoa

Farinha de Tapioca
A farinha de mandioca é feita da raiz da planta da mandioca; uma vez moída transforma-se numa farinha branca, leve, suave e fina. A farinha de tapioca oferece consistência aos alimentos e é ótima para engrossar. É uma excelente farinha para ser usada na culinária sem glúten.

Armazenamento: A farinha de tapioca é bastante resiliente. Armazene à temperatura ambiente num recipiente selado.

A maioria das farinhas aguenta bem se forem guardadas num recipiente selado num local fresco, seco e escuro. A embalagem de papel habitual, usada na maioria das farinhas é uma boa opção de armazenamento, desde que a embalagem não seja aberta. Uma vez aberta, o tempo de armazenamento diminui. Muitos tipos de farinha são agora embalados em pacotes de plástico seláveis que aumentam a durabilidade na prateleira.

O frigorífico é um excelente local de armazenamento para a farinha, mas a utilização de um recipiente selado é ainda mais importante para prevenir que a farinha absorva humidades, bem como odores e sabores de outros alimentos armazenados no frigorífico. A gaveta do congelador pode ser usada para um armazenamento a longo prazo, mas quando colocar a farinha no recipiente ou no saco de congelação, certifique-se que retirou a maior parte do ar.

Fechar
Miss Abacate © Copyright 2021.
Fechar